Glossário Ilustrado

Tipo de Folha

De acordo com a configuração geral do limbo as folhas classificam-se em Simples e Compostas.

Simples: Apresenta o limbo único e contínuo, não dividido em lâminas menores.


Eugenia hiemalis
 
Randia ferox
 

Composta: possui o limbo dividido em lâminas menores, denominadas folíolos.

Composta Bifoliolada: com dois folíolos soldados parcialmente em direção à base.


Bauhinia forficata
 

Composta Trifoliolada: com três folíolos inseridos na extremidade do pecíolo.


Allophylus guaraniticus
 

Composta Digitada: geralmente com cinco folíolos presos na extremidade do pecíolo, lembrando os dedos de uma mão.


Lamanonia speciosa
 

Composta Palmada: possuem forma expandida, na forma de leque, com recortes nas bordas.


Trithrinax acanthocoma
 

Composta Pinada: possui os folíolos inseridos diretamente na ráquis. De acordo com a quantidade de folíolos podem ser classificadas em Paripinada (folíolos em números par) ou Imparipinada (folíolos em número ímpar).

Composta Paripinada: folíolos em números par, onde não há um folíolo terminal.


Inga lentiscifolia
 

Composta Imparipinada: folíolos em número ímpar, onde há presença de um folíolo terminal


Machaerium paraguariense
 

Filotaxia

É o modo de inserção das folhas ao longo dos ramos ou caule. São aqui classificadas como: Alterna, Oposta e Verticilada.

Alterna: onde as folhas se inserem uma por nó, em diferentes pontos do ramo.

Alterna-Distíca: quando as folhas ocorrem em duas fileiras num único plano.


Annona neosalicifolia
 

Alterna-Espiralada: quandos as folhas ocorrem de forma helicoidal no ramo.


Lithraea brasiliensis
 

Oposta: Define-se pela inserção das folhas sempre em pares, em cada nó.

Oposta: é um padrão bastante comum em nossas florestas, sendo encontrada em numerosas Myrtáceas e Rubiáceas.


Myrciaria delicatula
 

Oposta-Cruzada: onde os pares de folhas dispõem-se perperdicularmente entre si, formando ângulo de 90°.


Aegiphila integrifolia
 

Verticilada: onde mais de duas folhas se inserem no mesmo nó.


Ocotea odorifera
                                                                                                            
 

Forma do Limbo

O formato do limbo (ou lâmina) de uma folha, folíolo ou foliólulo é definido por sua semelhança com uma figura idealizada.

Linear: de lâmina longa e estreita, não cilíndrica, normalmente com apenas uma nervura visível.


Podocarpus lambertii
 

Elíptica: lâmina foliar longa e relativamente estreita, semelhante à ponta de uma lança.


Solanum mauritianum
 

Lanceolada: lâmina foliar longa e relativamente estreita, semelhante à ponta de uma lança.


Nectandra lanceolata
 

Espatulada: folha relativamente longa e com extremidade alargada, semelhante à uma espatula.


Myrsine coriacea
 

Arredondada: Agrupou-se aqui todos os padrões onde o limbo é de alguma forma circular. Segue abaixo as variações incluídas nessa categoria.

Oblonga: cerca de duas vezes mais longa do que larga e com bordos relativamente paralelos.


Eugenia pluriflora
 

Orbicular: onde a lâmina é bem arredondada, semelhante a uma circunferência.


Alchornea triplinervia

 

Ovada: cerca de duas vezes mais longa do que larga e com bordos relativamente paralelos.


Acca sellowiana
 

Obovada: inversamente ovada, sendo mais larga na metade superior.


Crinodendron brasiliense
 

Cordada: lembrando a figura idealizada de um coração, com a parte mais alargada na base.


Bastardiopsis densiflora
 

Romboidal: a lâmina é semelhante a forma de um losango.


Kaunia rufescens
 

Assimétrica: quando há um desenvolvimento desigual em nas duas metades do limbo.


Vasconcellea quercifolia
 

Falcada: disse-se de uma lâmina em forma de uma foice.


Salix humboldtiana
 

Peltada: com pecíolo inserido no centro do limbo, lembrando um guarda-chuva.


Manihot grahamii
 

Bilobada: onde o limbo é repartido em dois lobos simétricos.


Bauhinia forficata
 

Margem

A margem, que é a parte externa das folhas, folíolos ou foliólulos, apresenta formas bastante distintas entre as espécies. Reconhecemos neste trabalho as seguintes variações:

Inteira: de lâmina lisa, ondulada ou crespa, sem recorte ou reentrância.                                   


Calyptranthes grandifolia
 

Revoluta: com margem tendendo a virar para baixo ou enrolada sobre si mesma, como um pergaminho.


Machaerium stipitatum
 
Serreada: limbo com dentes de diferentes formatos, não importando o tamanho e inclinação dos mesmos. Foi enquadrado nessa categoria "Serreada" as diferentes terminologias: Crenada, Dentada, Espinhosa, Serreada e Serriada.

Crenada: com dentes arredondados.                                     


Ilex paraguariensis
 

Dentada: com dentes formando ângulos obtusos.                   


Miconia cinerascens

 

Espinhosa: com dentes muito agudos e pungentes.            


Maytenus muelleri
 

Serreada: com dentes agudos, inclinados para o ápice.         


Handroanthus albus

 

Serriada: com dentes esparos ou em apenas parte do limbo.                                      


Ilex brevicuspis
                                                                                                            
 

Lobada: com recortes ondulados mais ou menos longos e profundos, que não ultrapassam um quarto da largura da lâmina.


Vasconcellea quercifolia
 

Fendida: com recortes profundos na margem, ultrapassando um quarto da largura da lâmina.


Cecropia pachystachya

 

Ápice

O ápice é extremidade, normalmente oposta à inserção do pecílo, das folhas, folíolos ou foliólulos.
Agudo: terminando em ângulo menor que 90º. Foram incluídos nesta categoria os padrões: Atenuado e Cuneado, pois ambos terminado em ângulo menor que 90º.

Atenuado: com extremidade muita aguda, que se estreita gradualmente.                    &n


Myrceugenia euosma
 

Cuneado: em forma de cunha, de bordas retas e convergentes.


Kaunia rufescens
 

Acuminado: com a extremidade formando uma ponta aguda e comprida (acúmem).                


Ruprecthia laxiflora
 

Apiculado: terminando em ponta pequena, aguda e pouco consistente. Independe da forma geral do limbo.


Myrceugenia miersiana
 

Emarginado: diz-se do ápice provido de pequena reentrância.                            


Erythroxylum deciduum
 

Espinhoso: com ponta aguda, rígida e pungente. Independe da forma geral do limbo.                            


Sorocea bonplandii
 

Fendido: com profunda reentrância no ápice. O termo "Fendido" é utilizado também para se designar ao aspecto foliar dos folíolos fundidos na base do gênero Bauhinia.


Bauhinia forficata
 

Obtuso|Arredondado: com ápice levemente curvo e/ou em ângulo maior que 90°.                                                


Citronella engleriana
 

Truncado: com a extremidade do limbo em ângulo reto com nervura principal.                                      


Schinus polygamus
                                                                                                            
 

Base

Aguda: terminando em ângulo menor que 90º. Foram incluídos nesta categoria os padrões: Atenuada e Cuneada, pois ambos terminado em ângulo menor que 90º.

Atenuada: com extremidade muita aguda, que se estreita gradualmente.                    


Drimys brasiliensis
 

Cuneada: em forma de cunha, de bordas retas e convergentes.


Myrrhinium atropurpureum
 

Amplexicaule|Semiamplexicaule: cuja base envolve parcialmente o caule ou ramo.                     


Cordyline spectabilis
 

Assimétrica: apresenta os dois lados desiguais.                                          


Casearia obliqua
 

Cordada: com lóbulos arredondados de cada lado do pecíolo, remetendo a figura idealizada de um coração. Incluiu-se aqui o padrão "Auriculada".                     


Miconia hiemalis
 

Decurrente: diz-se da base, cuja margem, se estende além do ponto de incisão no pecíolo, tornando-o alado ou com aspecto alado.                                          


Symphyopappus compressus
 

Obtusa|Arredondada: base curvada e/ou em ângulo maior que 90°.                     


Ficus luschnathiana
 

Truncada: diz-se da base em ângulo reto com nervura principal.                                          


Urera baccifera
 

Nervação

Palminérvia: com nervuras primárias divergindo radialmente do ápice do pecíolo, à semelhança dos dedos de uma mão.                    


Oreopanax fulvum
 

Paralelinérvia: uma ou mais nervuras originam-se lado a lado na base da folha e correm paralelamente até o ápice da folha, para onde convergem.


Araucaria angistifolia
 

Peninérvia: uma única nervura central primária dá origem a nervuras de ordem superior. À semelhança das barbas de uma pena.        


Chrysophyllum gonocarpum
 

Triplinérvia|Subtriplinérvia: com três nervuras primárias originando-se da base do limbo, ou muito próximas da base.


Miconia ramboi
 

Univérvia: com uma única nervura central.                                      


Podocarpus lambertii
                                                                                                            
 

Consistência

Membranácea|Papirácea: limbo pouco espesso e flexível.
Cartácea: com a consitência quebradiça, semelhante a um pergaminho.
Subcoriácea|Coriácea: consistência mais rígida, não quebradiça.

 

Pilosidade

Glabra: desprovida de pelos em ambas as faces das folhas, folíolos e foliólulos.                        


Myrrhinium atropurpureum
 

Pilosa: com pêlos ou tricomas em qualquer uma das faces.                            


Symplocos pustulosa
 

Caracteres Especiais

Discolor: cores diferentes nas duas faces.                                                                                                           


Solanum sanctaecatharinae
 

Espinhos|acúleos nos ramos ou folhas: há espécies que possuem espinhos e acúleos nos ramos ou folhas.


Strychnos brasiliensis
 

Exsudação: são substâncias que surgem das folhas ou ramos quando estes são feridos.                                                                                                           


Sapium glandulosum
 

Nervura Coletora: nervura marginal ou submarginal que se dirige para o ápice. Característica marcante da família Myrtaceae.


Myrcia hebepetala
 

Domácias: tufo de pelos ou extensão da membrana que delimita uma pequena cavidade, localizada na áxil das nervuras foliares de certas espécies.


Ocotea elegans
 

Glândulas: são poros nas folhas ou ramos, com função de troca gasosa ou aquosa.                                                                                 


Inga sessilis
 

Pontuações Translúcidas: são glândulas que tornam a lâmina foliar de certa forma transparente onde ocorrem.


Eugenia uniflora
 

Ráquis Alado: prolongamento do pecíolo, no âmbito das pinas, com expansões laminares, ditas "asas".


Inga vera
 

Aparência do Ritidoma

Liso: possui superfície suave ao tato, não apresenta fendas. Ocorre em várias famílias botânicas, notávelmente entre as Mirtáceas.


Myrciaria floribunda
 

Áspero|Rugoso apresenta superfície irregular, embora não marcado por fendas.


Cinnamodendron dinisii
 

Fissurado: quando apresenta fendas longitudinais ocasionadas pelo crescimento secundário, o qual exerce uma força centrífuga sobre os tecidos situados externamente ao câmbio vascular, rompendo-os.


Schinus terebinthifolius
 

Cristado que apresenta protuberância no ritidona, como uma crista.                                                            


Piptadenia gonoacantha
 

Deiscência do Ritidoma

Indeiscente|Pulverulento: onde a casca permanece aderente ao fuste ou desprende-se de maneira quase imperceptível.                            


Anadenanthera colubrina
 

Placas|Lâminas: deiscência relacionada às tensões do câmbio ou crescimento anual das espécies, que gera sobre o ritidoma uma força centrífuga fazendo-o romper.


Parapiptadenia rigida
 

Textura da Casca Interna

Arenosa formada por pequenas quantidades de fibras curtas, tendendo a desfazer-se em grumos.
Fibrosa: composta de fibras longas, geralmente resistentes.
Pastosa: quando é formada por elementos ricos em substâncias adesivas, adquirindo quase sempre uma textura compacta e homogênea.

 

Cor da Casca Interna

A cor da casca interna apresenta grande variação entre as espécies, mostrando-se uniforme e em arranjo mosqueado variando em mais de uma cor. Quando o arranjo é mosqueado, optou-se aqui por enquadrar a espécie na categoria da cor predominante. Por ex: se a casca interna é um mosqueado entre branco e rosa, e o rosa predomina, a espécie foi enquadrada na categoria "Rosa|Vermelha".

Branca|Amarelada:                                                              


Psychotria vellosiana
 

                                                                                                         


Vernonanthura petiolaris
 

Bege/Castanho/Marron:                                                              


Plinia peruviana
 

                                                                                                         


Nectandra lanceolata
 

Preta:                                                                                                                                


Piptocarpha angustifolia
 

                                                                                                                               


Piptocarpha axillaris
 

Rosa/Vermelha:                                                                                                          


Cedrela fissilis
 

                                                                                                                               


Myrcia splendens
 

Caracteres Especiais

Acúleos: como os são formações epidérmicas e pungentes, mas não possuem tecidos condutores e apresentam uma fácil remoção.                                                            


Zanthoxylum kleinii
 

Espinhos: como os acúleos, são formações epidérmicas e pungentes, firmemente ligadas à planta e com tecidos condutores.


Xylosma pseudosalzmanii
 

Cicatrizes: são marcas deixadas pela queda dos ramos ou folhas no fuste das árvores, principalmente na face jovem, alargando-se com o crescimento, mas que continuam visíveis na árvore adulta.


Vasconcellea quercifolia
 

Lenticelas: pequenas aberturas situadas na epiderme dos vegetais, geralmente visíveis a olho nu, resultantes do arranjo frouxo de células e que permitem a realização de trocas gasosas com o meio.


Boehmeria macrophylla
 

Exsudação: são substâncias que surgem da casca interna quando esta é ferida.                                      


Sapium glandulosum
                                                                                                            
 

Todos os Direitos Reservados. @ Copyright 2012/16 - Projeto: Daniel Saueressig